Cinco frases que marcaram a semana do clássico Gre-Nal

211

Depois de um ano, a dupla Gre-Nal volta a medir forças em um eletrizante clássico Gre-Nal. A partir das 17h de domingo, no Beira-Rio, as duas equipes se enfrentam em duelo válido pela rodada final da primeira fase.

A semana foi quente pelo tamanho da importância do jogo, pode ser explicado da seguinte forma: o Grêmio, pode até ser eliminado em caso de derrota. Separamos cinco frases que marcaram os dias que antecederam o clássico.

Edenílson, volante do Inter, respondeu as provocações feitas pelos gremistas após o título da Libertadores

“O que eles falam ou deixam de falar não nos atinge em momento algum. Quem fala que o Inter está morto não tem o mínimo conhecimento da história. É algo de educação e conhecimento também”.

Renato Gaúcho, sobre a possibilidade de pegar o Inter – também – nas quartas de final

“É indiferente. Gre-Nal vale três pontos também. O Grêmio está acostumado a decidir contra grandes adversários. O Internacional seria mais um deles. Temos mais uma rodada. Não existe o favoritismo do Grêmio nem do Internacional”.

Renato Gaúcho e possíveis mudanças no Gre-Nal

“O Grêmio, independente da competição e do adversário, tem a sua maneira de jogar e não muda. Foi assim desde a minha chegada. Fizemos isso na Copa do Brasil, na Libertadores e na Recopa. Fomos elogiados no ano passado e estamos conquistando títulos. Por que vou mudar? O Inter vai vir com 15 jogadores?”.

Ramiro diz que Grêmio gosta de “jogo grande”

“Pro jogador é excelente, a gente gosta desse tipo de jogo, clássico. A gente sabe a mística que tem o Grenal aqui no Sul. Pra nós atletas é um duelo diferente, é especial. Então, a gente tá preparado pra ir na casa deles e sair com a vitória”.

Ex-Dupla, Celso Roth vê Grêmio em vantagem em entrevista ao GaúchaZH

“Vamos esperar que seja um jogo bem jogado. O Grêmio, teoricamente, está em vantagem com o seu time titular. O Internacional vem em formação, procurando a melhor equipe”.

Fonte:Torcedores.com