COLETIVA COMPLETA: Nico López pretende manter média e explica adaptação: “No Uruguai, o Nacional jogava para mim”

140

Nico Lopez foi o destaque na vitória vermelha por 2 a 0 sobre o Bahia no último domingo, pela 1° rodada do Campeonato Brasileiro. O jogador saiu do banco de reservas, e marcou seu 5° gol em 2018, se tornando ao lado de Pottker os maiores goleadores da temporada.

Nico falou após a estreia na Série A, o camisa número 7 explicou os motivos que o levaram a encontrar dificuldades no futebol brasileiro e se mostrou adaptado a nova função sem a bola. Confira suas declarações:

“Quando faço gol fico feliz, porque atacante vive de gols. Quando não consigo fazer fico triste. No Uruguai, a equipe do Nacional jogava para mim. Já no meu inicio no Inter o time tinha um estilo de jogo diferente”. Sobre a briga pela titularidade, El Diente não escondeu seu objetivo: “Todo jogador quer jogar, hoje em dia o futebol mudou, eu não estava acostumado com isso, estou me adaptando com, esse estilo de jogo. O time do Inter é muito grande, tem uma camisa muito pesada, todos os jogadores podem jogar, procurei melhorar o meu quesito de marcação para ajudar a equipe. Estou treinando forte todos os dias para ajudar o time dentro de campo”, disse.

Sobre seleção uruguaia, ele desconversou: “Não penso em seleção, estou muito longe disso, mas estou treinando forte para me destacar e ajudar o Inter, este é o meu foco. Tenho feito gol nas estreias do time no campeonato, quero seguir assim para dar alegrias ao torcedor colorado.”

FONTE E TEXTO: SCINTERNACIONAL.NET