Confira o que disse o Presidente do Cianorte sobre o Duelo contra o Inter

219

O Presidente do Cianorte,Lucas Franzato, deu entrevista para a rádio Gre-Nal, e falou sobre o jogo desta quarta-feira, Cianorte e Inter se enfrentam no Paraná as 19:30 horas, jogo de volta pela terceira fase da Copa do Brasil. No jogo de ida o colorado venceu o Cianorte por 2 a 0.

“É um momento histórico para nós. Enfrentar um time da grandiosidade do Internacional diante do nosso torcedor é histórico. O resultado é difícil e temos duas baixas. Sabemos da dificuldade.”

“Temos um estádio muito aquém do que gostaríamos. Dentro das nossas limitações físicas tentamos retribuir o bom atendimento que recebemos em Porto Alegre. Criamos um novo local para as emissoras de rádio e televisão.”

“O regulamento nos permite jogar aqui e escolhemos jogar aqui para presentear o nosso torcedor. É o maior jogo que a cidade de Cianorte já recebeu.”

“Estamos em um momento único para a cidade. Esperamos fazer um bom jogo e receber a empresa e as diretorias muito bem.”

“Meu pai fundou o time em 2002, com alguns amigos. Nestes anos, tivemos alguns anos de melhor desempenho, batendo na trave em acesso de Série C, inclusive. Estamos vivendo um sonho de chegar na próxima fase da Copa do Brasil. E num momento desse, não poderíamos deixar nosso torcedor de lado.”

“Nosso objetivo é conseguir a vaga para a Copa do Brasil do ano que vem e a vaga na série C.”

“Houve (consultoria de Vitório Piffero, ex-Presidente do Inter). É amigo pessoal nosso. Em 2014, ele nos deu conselhos em relação a modelos de sócio-torcedor e, também, por toda a história vitoriosa dele”.

“Nós não temos um histórico de contratar jogadores com grife. O último jogador de mais renome foi o Léo Gago, que foi bem ano passado, mas não renovamos. Procuramos outro volante com as mesmas características e achamos o Richarlyson.”

“Ele (Richarlyson) é um atleta espetacular. Fez o primeiro gol do ano. E ainda tem um comportamento excepcional fora de campo. Não é à toa que venceu tudo que venceu.”

Fonte: scinternacional.net