Neto Fagundes: “Hora de o Inter focar na Copa do Brasil”

83

A Copa do Brasil começa a ficar decisiva para o Inter. Por se tratar de uma competição de jogos eliminatórios, a emoção se torna quase insuportável. Um gol muda tudo, aquela falta que o D’Alessandro bateu no fim do primeiro jogo, por exemplo, nos colocou em condições de lutarmos pela classificação. E assim será, nervos à flor da pele, sangue nos olhos e o coração na chuteira.

O torcedor sabe que estamos recomeçando, mas quer vitórias. A torcida quer luta e vontade acima de tudo. Um time aguerrido e bravo como nos velhos tempos de Falcão e Figueroa. Quanto mais o nosso time jogar junto, mais teremos a nossa orquestra afinada. Estamos começando a ver resultados em alguma jogada ensaiada, em mudanças táticas que estão surtindo efeito durante os jogos.

A direção entendeu e está querendo reforçar o elenco para o restante do Campeonato Brasileiro e também na Copa do Brasil. Precisamos passar pelo Vitória. Aos poucos, vamos decorando a nossa escalação, e isso é muito bom. Com a chegada de alguns reforços, a direção entrega ao Odair melhores condições de conduzir o Inter às vitórias.

Será de arrepiar

Vamos estar torcendo de longe pelo Colorado nesta semana, mas muito perto em sentimento, olho na TV e rádio na Gaúcha. Será de arrepiar. Tomara que o Pedro Ernesto faça uma daquelas suas narrações históricas nos gols do Inter. Se não for ele o narrador da partida, que o substituto saiba que estamos aqui no Sul do Brasil, muito distante da Bahia, loucos pela narração do final: “O Inter vai adiante na Copa do Brasil.

Fonte: Gauchazh       Texto: Neto Fagundes